10 COISAS QUE VOCÊ PRECISA SABER SOBRE A COMPANHIA DOURADA

Nossa palavra é valiosa como ouro”.

Um nome peculiar surgiu no último episódio de Game of Thrones. Para reforçar seus exércitos, Cersei e Qyburn pretendem trazer a Companhia Dourada para cuidar da guerra pelo Trono em Westeros.

Se você conhece os livros, já sabe que essa deve ser apenas uma referência da série. Pode até ser que usaem armaduras douradas, mas a história dos mercenários provavelmente ficará de lado.

Mas não vamos perder essa chance de explorar esses personagens, então trouxemos aqui 10 coisas que você precisa saber sobre a Companhia Dourada de Game of Thrones! Porque embaixo do ouro se encontra o aço amargo.

Nos livros

Mas como assim plano de fundo? A fundação da Companhia Dourada e esses mercenários possuem uma história bem complexa e fundamentada nos livros.

Eles são uma aparição recorrente na trama, por conta da descendência Blackfyre dos fundadores e pela história atual, onde a Companhia resolve seguir um candidato peculiar para o Trono de Ferro. Não é Cersei. Não é Daenerys. Não é Jon Snow

A Companhia Dourada

Falando sobre a Companhia em si, ela foi fundada cem anos antes da Guerra dos Cinco Reis começar, por Aegor Rivers, conhecido como Aço Amargo.

Pelo sobrenome, vocês podem entender que ele era um bastardo. O pai de Aegor era o Rei Aegon IV e o rapaz deixou Westeros depois da Rebelião Blackfyre.

Na verdade, ele começa a Companhia Dourada como uma forma de fazer a Casa Blackfyre sobreviver, reagir e manter seu respeito, depois de perder a primeira rebelião para os Targaryen.

Blackfyre I

Os Blackfyre não foram levados para a série, mas são fundamentais para a história de Westeros e para todas as reviravoltas na dinastia Targaryen nos livros. A Casa Blackfyre foi fundada por outro bastardo do Rei Aegon IV, Daemon Blackfyre.

Basicamente, nessa época, a linhagem Targaryen estava extremamente confusa. Então era muito simples levantar dúvidas sobre a legitimidade de uma descendência.

Blackfyre II

Essa foi a causa da primeira Rebelião Blackfyre, que acabou com a derrota do Daemon pelas mãos de outro bastardo Targaryen. Esse era Brynden Rivers, um nome que vocês devem conhecer, o Corvo de Sangue.

Assim, os filhos do Daemon fugiram de Westeros junto do Aegor, formando a Companhia Dourada.

Palavra de Ouro

Como foi colocado na série, a Companhia Dourada é uma das organizações de mercenários mais valiosasconhecidas, pelo tamanho e habilidade do exército.

Uma coisa interessante sobre a Companhia é que eles sempre honram seus contratos. Sua reputação cresceu bastante quando foram chamados pela Cidade Livre de Qohor e, quando o trabalho foi feito, os Senhores do lugar se recusaram a cumprir o combinado.

Em resposta, a Companhia saqueou Qohor pela quebra na palavra.

Cidades Livres

Assim, a Companhia Dourada é mais conhecida nas Cidades Livres do que em Westeros em si – ainda que sua fama percorra os Sete Reinos também.

Eles não voltaram para agir na Segunda Rebelião Blackfyre, ou na Terceira, mas tomaram partido na Quarta, sendo derrotados.

Elefante de Guerra

Na época da Guerra dos Cinco Reis, a Companhia Dourada é considerada a maior e mais bem treinada organização de mercenários das Cidades Livres.

Em números, eles possuem 10 mil soldados, com mil montarias, mil arqueiros, oito mil na frente de combate, além de contarem até com elefantes de guerra.´

Jorah Mormont

Um fato curioso: na quarta temporada, em uma conversa, Sir Jorah Mormont aconselha a Daenerys a não confiar no Daario Nahaaris, por conta de sua natureza mercenária. Ela responde que ele mesmo já havia trabalhado para a Companhia Dourada antes de jurar lealdade a ela e seu irmão.

Nos livros, porém, isso não é citado. É dito, sim, que o Jorah serviu como mercenário por muito tempo depois de exilado, mas não é colocado que ele trabalhou para a Companhia Dourada.

Jovem Grifo

Na situação atual dos livros, como dissemos lá atrás, a Companhia Dourada está servindo Rei bem distinto. Caindo em um plano do Jon Connington e do Illyrio Mopatis, os mercenários se juntaram à causa do Jovem Grifo, que é ninguém menos – ou pode ser, né – Aegon Targaryen.

Aegon é o filho do Rhaegar com a Ellia Martell que supostamente havia morrido durante o Saque a Porto Real. Nos livros, é dito que o menino sobreviveu por intervenção do Lorde Varys e agora ele está voltando para Westeros para reclamar o Trono de Ferro.